Sexta-feira, 22 de Outubro de 2010

5º Capitulo - I should be with you

Peço desculpa pela demora, mas estava á espera de mais comentários, coisa que não consegui =(

Gostava que divulgassem o blog nos vossos blogs e a amigos, porque ter 2 seguidores não é bom...

 

Aqui vai, sem mais demoras!:

 

Caminhámos até à porta para ver quem era desta vez.

De repente, soltámos um suspiro. Era só a Anne.

-Olá meninos. O que é que se passa para estarem com essa cara?

-Nada, nada.... - disse eu sorrindo.

-Então se não é nada, podem ajudar-me a levar os sacos!

E assim o fizemos.

-Já jantaram?

-Se sim... - Passou-se - Ah, não. Vamos aquecer agora.

-Hum, está bem. Eu já jantei num restaurante a caminho. Vou descansar. Até amanhã.

-Boa noite. - Dissemos

-Ah, e portem-se com juízo. – acenámos.

Fomos jantar. A seguir decidi ligar a Natasha, para saber como estava depois do acidente.

-Estou?

-Estou Becca? Diz.

-Estás melhor? - que seja sim, que seja sim...

-Sim, totalmente recuperada. Pronta para outra - ainda bem pensei aliviada.

-Não sejas tonta. Vá, o que estás a fazer?

-Só estou a arrumar uns livros e depois vou para a caminha.

-Vê lá, não faças esforços! E dorme bem. Lava os dentes! - ri-me.

-Sim, mamã. - desligou.

Estava na hora de nós também nos irmos dormir.

-Então, a Natasha está melhor?

-Hum, hum - beijei-o ardemente, mas foi um beijo curto - vamos fazer oó?
-Bora...!

***

Acho que dormi a noite toda, enrolada nos braços do meu amado, a sonhar com sabe-se lá o quê. Comecei a ouvir passos na casa e decidi levantar-me com cuidado para não acordar ninguém.

Fui à sala, nada. Fui ao hall nada, fui ver lá fora e nada. Fui à cozinha e encontrei lá a Anne, quase dei um salto para trás, por mais que andasse à procura da fonte do som acabara de me levantar o que significava que me assustava facilmente - era assim com todas as pessoas, certo?

-Então? Ainda só são 9horas. É cedo. Porque não vais dormir mais um bocadinho? – Admirava esta senhora. Tão simpática, uma excelente cozinheira e com paciência para aturar o meu bebé.

-Não, obrigada. Já não tenho sono. – sorri.

-Ok. Vai para a sala ou assim.

-Ok, obrigada!

 

* * *

-Becca, acorda. Já são 11 horas.

Senti-me a ser pegada ao colo e levada para uma cama confortável.

Lentamente abri os olhos.

-Ah... adormeci, não foi? Na sala… Pois.

-Sim, amor. Bom dia! – Foi abrir os cortinados e senti uma luz a entrar-me nos olhos. Odeio isto logo a seguir a acordar. Bah…!

-Bom dia - disse ainda meio ensonada - Que horas são...?

-11 horas acho melhor vestir-te, porque a Natasha ligou para ires a casa dela. É sobre a Mia, ou algo parecido.

-Hum, está bem.

-Ate já.

Vesti uns calções curtos de ganga, com uma sandálias pretas, um top bege e preto com um colar branco a dizer Becca.

Fui até à sala. Onde Henry estava a pôr a mesa.

Comecei a ajudá-lo. Só depois reparei numa foto super engraçada do Henry, devia ter uns 7 anos, a dar um beijo a uma menina.

-Quem é?

-É a Catarina, uma namorada de infância.

-Ai, 'tou a ver que já tiveste muitas.

-Mas tu foste a mais especial - deu-me um beijo no canto do olho.

-Então meninos, vamos tomar o pequeno-almoço?

-Sim. Posso saber o que é?

-Torradas com manteigas. Não podem é comer muito senão não almoçam. Já é tarde.

-Pois e eu a seguir tenho de ir embora.

Devemos ter demorado uns 10 minutos a pôr a mesa, comer e levantá-la.

Fui de carro sozinha para casa da Natasha.

Toquei á campainha e quem me abriu a porta foi Mia.

Estava no quarto com Tasha e Mia.

-Então. Diz lá a novidade! Estás melhor?

-Sim estou. Nós queremos mostrar-te uma coisa. Para isso temos de ir até á praia. – Estava muito séria… Achei estranho, ela estava sempre com aquela cara de alegre e de quem ama a vida!

-Ok... - Mas o que será que elas querem? Estou a ficar curiosa…. E nervosa.

-Depois vês - levantámo-nos e seguimos até à praia.

O céu estava escuro e não se via ninguém na praia. Tanto vento, fiquei arrepiada com frio.

-Mas está tanto frio, não está ninguém na praia e daqui a bocado começa a chover.

-Por isso mesmo. - Começaram a dirigir-se as duas para o mar.

-Vocês estão doidas? - inquiri aos berros para que me conseguissem ouvir.

-Não, não precisas de entrar. – A resposta à minha pergunta – Vem só para a borda.

E assim o fiz, elas já estavam dentro de água.

E qual não foi admiração a minha quando reparo, que elas … que elas … que elas… tinham uma cauda. Ah? Hoje não é o dia das mentiras nem nada do género.

O cabelo da Natasha era laranja e o da Mia era verde, acastanhado.

-Vocês... Vocês... - estava em choque, aquilo era formidável e ao mesmo tempo horrivel.

Elas saíram de água e voltaram à forma normal.

-Nós somos mesmo assim. Sereias. Pertencemos ao mar. - disse Mia - Eu sou assim desde que nasci... Nasci no mar. A minha mãe também é, mas já não vem ao oceano há muito tempo. A Natasha é desde hoje, tecnicamente, desde ontem. - que confusão, meu deus! Só posso estar a ter um sonho - Quando eu a salvei... Bom, vamos para tua casa, porque estão a chegar pessoas... - virei-me e encarei pessoas a rir à gargalhada, o que me deu uma certa inveja. Há certas coisas que não devemos saber mas que de certa forma merecermos saber.

Não devia estar a andar até a casa, mas sim a andar aos tropeções.

E se aquilo fosse verdade?

Não podia acreditar, era mesmo estranho.

 

* * *

-Quando eu a salvei, e isto acontece sempre, fiz respiração boca a boca... Daí ter deitado saliva com componentes do mar para a sua garganta. E pronto.

Estás a compreender?

-Não pode... Isto só pode ser um sonho. Isso é maravilhoso! – e horrivel acrescentei mentalmente.

-Pode dizer-se que sim. Eu estou a adorar! Ainda estou no mesmo estado que tu - disse Natasha. – Mas acredito, porque já exprimentei.

-Também quero! Acho eu… Têm de me contar as vantagens e desvantagens, o que se ganha, onde temos de viver – falava, falava, falava. Sou mesmo chata.

-Calma, calma! Não podes contar a ninguém. É um segredo de família. E tu não podes vir a ser

– Então porquê? - estava a ficar com um nó no cérebro.

– Tu já és.

-Ah? Só podem estar enganadas porque eu fui ao mar á 1 semana, e não me acontece nada disso.

-Pois, claro. Só és quando usas o colar - Elas não disseram um colar, disseram "o colar".

-Mas como? Ninguém me salvou nem nada disso... E que colar?

-Pois não. A tua mãe já é. Mas ela não sabe. As mães têm sempre a obrigação de contar aos filhos o que são. É assim a lei. E o teu irmão não é, porque o rapaz, na maioria não são.

-Isto foi demasiada coisa para ingerir. Tenho de ir para casa reflectir. Mas antes, quero saber sobre o colar.

-Existem apenas 132 colares, significa que há 132 pessoas, que se conseguem transformar em sereias. Os colares encontram-se no fundo do mar. Se fores ter com o Imperador da Maresia, ele irá dar-te um, para ver se és. Se não fores, ele hipnotiza-se para que não contes a ninguém do que sabes.

-E como é que alguém que não é… sereia – ainda não conseguia dizer a palavra normalmente – chega a nadar até ai? E vai logo pedir ao imperador?!

-Normalmente, são os nadadores profissionais. E os criados é que os levam até ao Imperador, porque ainda se está a tentar descobrir quem são os 132.

-Que confusão! Bom, obrigada e tal pela… ajuda?! Vou indo! - disse à pressa saindo o mais depressa lá de dentro.

***

Meu deus. Devo ter atropelado umas 15 pessoas a caminho de casa.

Cheguei ao meu querido e fofo quarto, e deitei-me na cama…

Os meus pais deviam ter ido a uma reunião e o meu irmão, olhei para as horas, 14:20, bom, esse ainda devia estar a dormir.

E eu a pensar que ia ter uma adolescência normal...

 

* * *

 

Este capitulo nao foi revisto, por isso deve ter erros e é a parte em que é a Descoberta =P Gostaram?
Sim, eu nao tive ideias mt boas tipo "132" ou "Imperador da terra do mar" Está estupido xD

COMENTEM!!!

sinto-me: triste...
publicado por Pipas às 20:14
link do post | comentar | favorito
|
13 comentários:
De Filippa a 22 de Outubro de 2010 às 21:11
Ainda não tinha lido o capitulo anterior mas agora já me actualizei e gostei muito! ^^
De Pipas a 22 de Outubro de 2010 às 21:33
Eu reparei que não comentaste ;)
Ainda bem que gostaste =D

PIPAS
De Bella Cullen a 22 de Outubro de 2010 às 21:33
sereias! mt bom!
e ela sempre é...?
quando vai ser o proximo?
tou curiosa!
mas gostei :D
ta lindo pipas! serio que sim querida
posta o proximo depressa!! quero saber mais da historia!
bjss
De Pipas a 22 de Outubro de 2010 às 21:44
Sim, sempre é ;P
O proximo, ou daqui a 3 dias ou daqui a 7dias. O que preferes xD?
Ainda bem que gostaste linda *-*

BIG KISS
De "ⒸⒶⓉ.00" a 22 de Outubro de 2010 às 22:06
Adoreii .....
"Devo ter atropelado umas 15 pessoas..."

Posta Rapido
Bjos
De Pipas a 22 de Outubro de 2010 às 22:14
xD Ainda bem que gostaste!
LoL, coitada dela né? Vai levar multa =P

Okey!
Beijos!
De "ⒸⒶⓉ.00" a 22 de Outubro de 2010 às 22:19
Quanto e a multa?15 pessoas sao muitas xD

Bjos
De Pipas a 23 de Outubro de 2010 às 10:06
Pois são, lol ;P
A multa são 15 centimos lol
De M. a 24 de Outubro de 2010 às 15:35
olá:)
eu só sei fazer cabeçalhos e fundos....
mas gostei da tua hipotese...
vou pensar!!

Blog giro..

beijos
De M. a 25 de Outubro de 2010 às 14:14
olá :)
vim fazer um pedido...
quando fores a postar algumas reservas mete nos tags a dizer reservas assim quem quiser ir ver as reservas é só carregar lá ok?
assim é mais fácil.... lol

beijos
De M. a 26 de Outubro de 2010 às 23:40
cabeçalhos giros!!
gostei :)
De M. a 27 de Outubro de 2010 às 17:19
pois é..
já divulguei nos meus blogs e em outros blogs mas parece que não deu muito resultado temos de tentar divulgar mais...

beijos
De J. a 29 de Outubro de 2010 às 17:09
Adoro sereias!!!
E tá bué lindo. Adoro a última parte, acho que nenhum de nós é um/a adolescente normal!
De qualquer forma adorei.
Vou ler more ^.^ E desculpa só ter vindo hoje.

Beijinhos

Comentar post

.Mais sobre mim

.Pesquisar neste blog

 

.Arquivos

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

blogs SAPO

.subscrever feeds